Quinta-feira, 04 de Fevereiro de 2021 10:21

Prefeitura de Lajeado distribui 3 mil cestas básicas adquiridas com recursos federais 

A família de Ana Cláudia Veiga da Luz recebeu a cesta básica na APAE Foto: Maiara Rovêa A família de Ana Cláudia Veiga da Luz recebeu a cesta básica na APAE

A Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas), adquiriu 3.085 cestas básicas com recursos do Ministério da Cidadania do Governo Federal. A destinação das cestas básicas será para idosos e pessoas com deficiência que utilizam os serviços de acolhimento listados abaixo. A Portaria nº369, que possibilita a aquisição de alimentos, pode ser acessada aqui. 

 

O objetivo da distribuição de cestas básicas com alimentos proteicos é complementar a alimentação dos idosos e deficientes neste período de pandemia. No total, são oito entidades que realizarão a entrega das cestas básicas às famílias dos usuários entre os meses de janeiro e fevereiro. Cada entidade retirou as cestas no Centro Ello, que armazenou todos os alimentos. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Lajeado foi uma das primeiras entidades a realizar a retirada das cestas básicas. Segundo Greice Körner, assistente social da entidade, a entidade recebeu 501 cestas, que serão distribuídas a 167 famílias que se enquadram em situação de vulnerabilidade social. Cada família receberá os alimentos por três meses.

 

Uma das famílias beneficiadas foi a da Maria de Oliveira, 71 anos, que tem uma neta que frequenta a APAE há 12 anos.

 

- Minha menina precisa de ajuda para fazer tudo, ela não fala, não escuta direito e precisa de alimentação na boca, por isso, tudo precisa ser pastoso. Se não fosse essa ajuda, não sei se teríamos o que comer - contou Maria, que reside no bairro Planalto. 

 

Na família de Ana Cláudia Veiga da Luz, a situação é semelhante. Ana Paula tem dois filhos que frequentam a APAE para aulas e atendimentos médicos.

 

- Para mim é uma satisfação estar recebendo a ajuda, porque nesse período de pandemia foi tudo muito difícil - contou a mãe. 

 

Para Mara Adriana Schneider, mãe de um usuário da APAE, o benefício representa acolhimento.

 

- O meu filho não era muito desenvolvido, e aqui ele começou a apresentar muitas evoluções. Junto das atividades, é importante ter uma boa alimentação, por isso, me sinto acolhida e feliz de estar recebendo essa ajuda - contou. 

 

A diretora da APAE, Ana Paula Rech, explica a importância da assistência social e da aproximação entre entidade e usuário.

 

- Nessa pandemia, podemos perceber necessidades muito urgentes das famílias. E é um privilégio estarmos envolvidos nesse movimento, já que é a entidade é a ponte que aproxima os usuários desses benefícios - contou Ana. 

 

As entidades que receberão o benefício:

 

- Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE)

- Associação de Deficientes Físicos de Lajeado (ADEFIL)

- Associação de Surdos de Lajeado (ASLA)

- Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (APADEV)

- Sociedade Lajeadense de Acolhimento a Idosas (SLAI)

- Lar Aconchego

- Lar Tabita

- Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Lajeado

Prefeitura Municipal de Lajeado (RS)
Rua Cel. Júlio May, 242 - Telefone (51) 3982 1000
CNPJ 87.297.982/0001-03