Quinta-feira, 02 de Abril de 2020 15:39

Entidades de Lajeado lançam campanha para incentivar uso de máscaras feitas em casa

A ideia é que as máscaras sejam confeccionadas em casa A ideia é que as máscaras sejam confeccionadas em casa
Entidades integrantes do Grupo de Contingenciamento e Acompanhamento do Coronavírus - Lajeado estão dando início a uma mobilização para incentivar o uso de máscaras de proteção facial feitas em casa. A ideia surgiu a partir de evidências iniciais de que o uso de proteção no rosto, cobrindo o nariz e a boca, reduz as chances de que gotículas contaminadas com coronavírus se espalhem pelo ambiente, infectando outras pessoas. Univates e Unimed estão unidas para, nos próximos dias, lançarem uma campanha de incentivo e orientações ao uso correto de máscaras feitas em casa, tornando essa ação mais uma importante aliada no combate à transmissão do coronavírus.

 

A ideia é que as máscaras sejam confeccionadas em casa, aproveitando tecidos não utilizados. As máscaras cirúrgicas industrializadas devem ser deixadas para uso dos profissionais de saúde. Ao mesmo tempo, este tipo de máscara feita em casa não é utilizado em ambiente hospitalar, quando então profissionais de saúde e pacientes devem adotar as regras sanitárias específicas.

 
A proposta de uso de máscaras para proteção começou a ganhar força nos últimos dias, a partir de declarações de autoridades internacionais de saúde. Nesta semana, o Ministério da Saúde também começou a estimular o uso de máscaras artesanais como uma forma extra de proteção para uso nos ambientes comuns do dia a dia, como em uma eventual saída do isolamento (como a ida ao supermercado) ou no trabalho (quando a pessoa atuar em área que permite a continuidade das atividades). 

 

Segundo o secretário municipal da Saúde, o médico pneumologista Cláudio Klein, máscaras feitas em casa não são uma segurança absoluta nem devem substituir outros cuidados, como lavar as mãos com água e sabão, usar álcool gel quando necessário e manter o distanciamento social, comportamentos que devem ser reforçados. Mas as máscaras geram proteção ao criar uma barreira física que ajuda a evitar que pessoas contaminadas (sintomáticas ou não) espalhem espalhem o vírus no ambiente por meio das gotículas que saem da boca ao falar, tossir ou espirrar. Ou seja, a máscara não evita que a pessoa que usa se contamine, mas ajuda a reduzir os riscos de que uma pessoa contaminada possa infectar as outras pessoas. 

 

- Esta é mais uma alternativa que estamos incentivando para usarmos todas as medidas ao nosso alcance e reduzir os índices de transmissão do coronavírus. E é uma ação simples, de baixo custo, que todos podem adotar - disse Klein.

 

O que faz a máscara:

 

- A máscara cria uma barreira física que ajuda a evitar que gotículas que saem da boca de uma pessoa contaminada se espalhem no ar ou caiam em superfícies como mesas, cadeiras e outros locais.
- Desta forma, a máscara evita que pessoas sintomáticos exponham outras pessoas ao contágio.
- Muitas pessoas podem ser portadoras do vírus sem manifestar sintomas. Também nestes casos a máscara reduzirá as chances de contágio.
- Confeccione sua própria máscara, usando restos de tecido. Deixe as máscaras cirúrgicas para os profissionais da saúde. 
- Lembre-se de sempre lavar as mãos com água e sabão, usar do álcool gel, manter distanciamento social e ambientes sempre limpos e ventilados.
- Fique em casa. A máscara não reduz a necessidade de manter o distanciamento social. Somente saia de casa se for muito necessário. Daí, saia usando a máscara.
- Grupos de risco, especialmente idosos, devem manter-se em casa sempre.

 

Como fazer sua máscara:

 

Materiais
- Tecido à base de algodão. O mais indicado é o tricoline 100% algodão
- Faixas elásticas ou laços de cabelo
- Tesoura
- Máquina de costura ou agulha e linha

 

Passo a passo
1. Recorte dois retângulos de tecido, de 20 a 30 cm de altura por 18 cm de largura.
2. Costure uma camada sobre a outra e costure a borda inferior fechada.
3. Dobre uma borda lateral e comece a costurar o tecido para que a faixa elástica ou a presilha de cabelo fique dentro da dobra.
4. Depois de começar, puxe o elástico esticado e costure o resto da dobra, fazendo pelo menos 3 pregas na lateral. As pregas ajudam a máscara a se moldar melhor ao rosto, melhorando a proteção.
5. Repita do outro lado.
6. Certifique-se de passar a máquina várias vezes na parte inicial e final da costura (ou reforce a costura se fizer a mão), pois o elástico estará tensionado nesses pontos.
7. Em vez de elástico, é possível usar também tiras de pano que podem ser amarradas atrás da cabeça.
8. Em caso de dúvida, busque informações na internet. Há vários vídeos explicativos mostrando como fazer.

 

Higienização
- Ao final de cada dia de uso, ou dependendo da necessidade, é preciso higienizar a máscara
- Lave com água e sabão, passe por água fervente e deixe secar
- Use ferro de passar para finalizar a desinfecção
 

Fotos

Máscaras - coronavirus 2 imagens na galeria
Prefeitura Municipal de Lajeado (RS)
Rua Cel. Júlio May, 242 - Telefone (51) 3982 1000
CNPJ 87.297.982/0001-03